BIZARRO

Álbuns pós-morte do século 19


Álbuns pós-morte do século 19

É fato que a morte ainda é cercada de mistérios e, na nossa cultura, velório e enterro são comuns para homenagear e se despedir de um ente que se foi. Mas no século 19 as pessoas tinham um costume bizarro para homenagear os mortos. Ficou curioso para saber como?

Tudo iniciou quando a Rainha Vitória, na Inglaterra, pediu para que registrassem, através de fotos, um ente próximo que havia acabado de morrer, pois a mesma queria uma recordação do falecido. Desde então, tirar fotos de pessoas mortas como se estivessem vivas virou costume entre muitas pessoas daquela época.

Em armações de madeira os corpos sem vida eram sustentados, maquiados, com olhos pintados sobre as pálpebras e criando poses, e então fotografados. Não muito raro, familiares também posavam para as lentes fotográficas ao lado do morto. Estranho, não?

Só que muitas pessoas realmente acreditavam que os álbuns dos mortos, conhecidos como "post-mortem" ou "pós-morte", em português, eternizavam a alma do falecido naquele pedaço de papel.

Veja como eram sustentados os corpos das pessoas:
Confira as fotos "post-mortem" abaixo:


Suporte para bater fotografias de mortos.


A menina em pé está morta. Ela está usando um suporte. As pupilas são pintadas.

Os familiares também queriam aparecer nas fotos (a mulher ao meio está morta.


Sim. Ela está morta e sustentada por um pedaço de madeira.


Duas irmãs (a da esquerda está morta).

Fonte: Curiosidades
Fotos: A/D - Arquivo OpenBrasil.org


Bizarro - OpenBrasil.org

Postagens mais visitadas